X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Avaliação - X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
100% 100% 
[ 2 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
 
Total dos votos : 2

X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  leonardobento em Sex Jun 18 2010, 08:33

Sinopse: No futuro, Bishop conseguiu se aliar ao tirânico Conflyto para eliminar Cable e Esperança, mas não contava que encontraria a X-Force e um insano Wade Wilson ajudando seus alvos. No presente, as bizarras missões de Deadpool o levam a enfrentar enfermeiras zumbis canibais e o Tubarão-Tigre (o vilão, não o peixe…). Os Novos Mutantes mal foram reunidos mais uma vez e já se deparam com um dos mais terríveis inimigos da sua história: Legião! Enquanto a X-Factor se pergunta onde Jamie Madrox foi parar, o Homem Múltiplo reencontra antigos amigos… no futuro!
(X-Force 14, Cable 14; New Mutants 2; X-Factor 42; Deadpool 5 e 4)
Revista mensal, formato americano, 148 páginas, papel Pisa-brite, R$ 14,90, distribuição nacional



Preview:
Spoiler:





























_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  Joao Roberto da Costa em Sab Jun 19 2010, 17:33

Não gostei da capa, ainda bem que o conteúdo é bem melhor, quando eu receber a revista vou postar aqui minha opinião.
avatar
Joao Roberto da Costa
X-Men
X-Men

Mensagens : 225
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 43
Localização : Douradina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  leonardobento em Ter Jul 13 2010, 20:56

Guerra Messiânica não está aos pés de Complexo de Messias, mas é legal sim. Não compromete em nada, apesar de minhas críticas ficarem para os desenhos do Olivetti e do Crain, que são dois estilos muito antagônicos.

Deadpool é muito ruim. Alguém me passa uma página em que tenha qualquer piada engraçada? São 50 páginas desprezíveis.

X-Factor, em compensação, é muito bom. Peter David resgata a Rebelião Summers - não preciso dizer mais nada!

Novos Mutantes é legalzinho também. Os desenhos do brasileiro são bacanas - tão bacanas que ele foi creditado duas vezes.

_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  leonardobento em Ter Jul 13 2010, 21:00

Marvel 616 escreveu:

Guerra Messiânica: O gêmeo malvado do meu pai



Numa busca impossível por Cable e Esperança, o X-Men traidor Bishop resolveu que a única maneira de encontrá-los era estreitar as possibilidades do futuro. Assim, condenou boa parte dos lugares habitáveis da Terra, deixando apenas a América do Norte como último reduto possível para seu alvo se esconder. Ciente de seu plano, Ciclope mandou a X-Force, uma equipe de operativos mutantes dispostos a tudo, para salvar seu filho e a menina. Todavia, mal sabiam eles que Bishop se aliou a Conflyto para garantir seu sucesso. E esse não é o único inimigo dos X-Men que retornou...

Num flashback que acontece em duas páginas de prólogo, vemos mais uma vez Bishop dando seguimento ao seu plano. Todavia, dessa vez, ele encontrou um “coringa” em seu jogo. Numa caverna perdida, o mutante encontra um adormecido Apocalipse e vê ali mais uma possibilidade para seus resultados.

Então, voltamos ao ano de 2973, quando a X-force, Cable, Esperança e um Deadpool do futuro mais insano do que nunca são atacado pelas forças de Conflyto. A batalha é completamente desfavorável para os heróis, então Wolverine ordena que Elixir e Vanisher fujam com a garota messias antes que algo aconteça com ela. Cable grita pela garota, não quer se afastar dela, mas não consegue se desvencilhar dos inimigos. E enquanto isso ocorre, na Cidade Celestial, Conflyto e Bishop são informados dos resultados da batalha.



No fervor da batalha, o Arcanjo escuta um chamado. Sem pestanejar, ele alça vôo e foge para longe dos amigos. Dado momento, Dominó reclama ajuda a Deadpool, que até então parecia se contentar a matar um soldado já morto. E quando Wade entra de vez na batalha, faz toda a diferença. Suas balas são ainda mais rápidas e certeiras que as palavras.

Com o fim do perigo imediato, a X-force volta a se reunir e Cable toma Esperança em seus braços. Ele puxa a arma e ameaça matar Vanisher se ele tentar tirar a garota de perto dele mais uma vez, deixando o clima entre ele e Wolverine ainda mais tenso.



Em um interlúdio, voltamos a ter mais um flashback. Agora, Bishop mostra em sua narrativa como convenceu Conflyto a se aliar a ele, prometendo entregar Apocalipse. E mesmo com o antigo mutante bem enfraquecido, foi preciso muito para derrotá-lo. Depois, foi fácil para Conflyto tornar-se o ditador daquela era.



No caminho até a cidade, algumas conversas paralelas entre a equipe surgem. Wolverine dá uma ordem específica a Apache para garantir acima de tudo a vida de Esperança. Já a pequena Messias recomeça uma conversa com X-23. Telford tenta convencer sem sucesso a Elixir curar seu câncer cerebral. E por fim, Dominó tentar arrancar da cabeça maluca de Deadpool o que ele está escondendo. Nenhuma resposta decente sai da boca do mercenário tagarela, mas ele é o primeiro a alertar sobre a chegada de Conflyto até eles.

E o vilão surge caindo dos céus como um meteoro, derrubando a todos. Levanta-se e reclama por ter que enfrentar um Cable envelhecido e fraco desta vez. Wolverine reclama que aquela luta não precisa acontecer, pois no final, Conflyto morreu como herói desde a última vez que se encontraram. O vilão, no entanto, parece desconhecer tal fato. Seria, portanto, aquele Conflyto de um tempo antes dos acontecimentos da Canção do Carrasco?



O inevitável acontece e uma briga entre a X-force e Conflyto tem início. Sozinho, o vilão consegue abatê-los facilmente. Ele está no auge de seu poder, com uma telecinesia tão indescritível quanto a de Jean Grey. Todavia, mesmo a balança da luta sendo desfavorável, Cable consegue surpreender seu clone e o atinge com uma de suas bombas. Decidindo não finalizar a batalha ali, Conflyto tira duas peças daquele jogo e foge, levando a menina Esperança e James Proudstar abraçado a ela numa bolha telecinética.

Longe dali, nas montanhas Adirondack, o Arcanjo encontra aquele que o chamava. No interior, em uma das cavernas, está um enfraquecido Apocalipse, ansioso por sua chegada. Warren se aproxima do vilão, mas diz que está livre de sua dominação. Ele não irá matar mais ninguém, nem mesmo seu odiado criador. Apocalipse, no entanto, não está ali para morrer e surpreende o Arcanjo agarrando-o pelo pescoço, pedindo pelos presentes celestiais. Warren o afasta e se nega, dizendo que irá deixá-lo ali para morrer.



Amanhece o dia e a X-force está planejando como resgatar Esperança. Cable está perdido em seus pensamentos, quando finalmente define como irão fazer. O plano é mais do que simples, encarar de frente Conflyto e resgatar a menina. Wolverine nega de cara aquela investida, mas Cable não está disposto a perder mais tempo, mesmo sabendo que Logan está certo.

Na cidadela, Conflyto observa seus dois prisioneiros. Usando sua telepatia, tenta arrancar mais informações da guria e do Apache, que faz de tudo para desviar seus pensamentos, escondendo tudo que pode do velho inimigo. Um pouco distante, Bishop também está tenso, temendo que Conflyto descubra toda a verdade. E ao pensar nessa possibilidade, verifica mais uma vez um botão em seu braço mecânico que pode ser a única coisa capaz de salvar sua missão.



Enquanto é observada por Conflyto, Esperança começa a perceber uma vaga semelhança do vilão com seu tutor, Cable. Então, para surpresa de todos, o clone de Nate sente um ataque na sua cabeça e baixa a guarda. Esperança se vê livre do escudo telecinetico e corre para ajudá-lo, mas é impedida no meio do caminho, ao perceber que tudo não passou de um ataque de Bishop. Ele acionou uma bomba de nanitas contra Conflyto antes que ele descobrisse a verdade sobre Esperança.

Durante a invasão da X-force a Cidadela Celestial, a equipe se divide. Um grupamento chefiado por Dominó, leva Deadpool e X-23 em busca de descobrir o que Conflyto fez para bloquear as viagens temporais ali. Durante a busca, Wade Wilson dá uma dica de que o que eles procuram pode não ser um objeto, mas sim uma pessoa. Já Wolverine , Cable e Elixir estão confrontando as forças inimigas até finalmente conseguir entrar no castelo onde está presa a menina.



A vida de Esperança estava por menos de um fio. Há poucos metros dela, Bishop a tinha na mira e disparou sua arma. Contudo, a bala nunca chegou a alcançá-la. Conflyto recuperou-se a tempo de parar telecineticamente o disparo e destruir a pistola de Bishop. Agora, o mutante viajante do tempo não tinha muitas chances. Todos os seus ataques foram facilmente desarmados por conflito, que o lança contra a parede e finalmente consegue ler sua mente.

Então, tudo se revela para o vilão. As histórias sobre o possível futuro de Esperança e como os X-men estão depositando tudo o que podem na menina. Ele vê na mente da guria que ela ama Cable como um pai e se aproveita da situação. Ao tirar o capacete, Esperança só vê Cable ali, mal tendo ciência de que aquele é ninguém menos que o irmão gêmeo malvado de seu pai.



Essa é a segunda parte da Guerra Messiânica, continda em X-men Extra 102. Nela, temos as edições americanas X-force 14 e Cable 14, com roteiros de Craig Kyle, Christopher Yost e Duane Swierczynski, além dos desenhos de Clayton Crain e Ariel Olivetti.

Coveiro


_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  leonardobento em Ter Ago 03 2010, 13:20

Marvel 616 escreveu:

X-Factor: O Velho Summers

Depois do evento traumático que assolou a vida do X-Factor, o líder da equipe entrou em uma espiral de decadência, chegando a saída extrema de tentar o suícidio. No entanto, o retorno de alguém que sabe das coisas evitou essa tragédia, mas a morte ainda pode chegar para Jamie Madrox em X-Men Extra nº 102, durante uma rebelião liderada por uma conhecida família.



Embora Layla Miller tenha levado Madrox diretamente para a futura Rebelião Summers, a história começa mesmo é no presente, com Rictor descobrindo a existência do Rev.John Maddox, graças a notícia sobre o sequestro na loja de conveniência. O ex-mutante chega à conclusão que se trata de uma cópia, mas Theresa não dá atenção para isso e não coloca a agência no caso, fato que obviamente não impedirá Rictor e Guido de darem um passeio.

O atual caso real do X-Factor envolve a ex-mutante Lenore, que acredita que alguém pretende matá-la. Longshot fica encarregado da segurança da moça, mas rola um clima de romance entre eles (algo comum envolvendo o sortudo), com direito até a um beijo. Porém, o dever fala mais alto e Longshot a afasta, não se permitindo ter distrações. Infelizmente, isso não impede Lenore de ser baleada pela própria mãe, que aparece no apartamento.



Quem também aparece, mas no QG do X-Factor, é Val Cooper, que tem enviado a equipe em diversas missões. A razão da visita é a destruição, em vez de apreensão, de diversas armas que estavam em poder de traficantes. Claro que o clima da conversa não é dos mais simpáticos, principalmente pela troca de farpas entre a agente e Monet.

Tenho que destacar sempre a arrogância de Monet, que aqui solta mais uma pérola, já que ela explica que não odeia todo mundo, apenas se considera melhor que toda a humanidade. Muito bom! Outra coisa que me chamou atenção nos membros da equipe foi a teoria de Guido sobre as tendências suicidas de Rictor. Será que o Fortão está correto? É esperar para ver.

Mas e quanto a dupla de viajantes do tempo? Bem, Madrox sente uma grande dificuldade inicial com o fato de estar 80 anos no futuro e que a moça que acabou de conhecer ainda não o conhece. Confuso? É, viagem no tempo é assim mesmo. A moça é Ruby Summers, o que rende uma piadinha sobre um parentesco com Buffy em vez de Ciclope. Piadinha que é imediatamente repreendida por Layla, já que segundo ela, Madrox precisa ser diferente.



Ruby comenta que os dois estariam mortos se ela não tivesse chegado, o que faz Jamie dizer que "crítica arrogante" é uma característica genética, lembrando de Ciclope. Nesse momento, o Homem-Múltiplo acaba descobrindo que Ruby é filha de Scott Summers, mas não há tempo para se surpreender com a idade dela, já que mais Sentinelas chegam ao local.

E aí, começa uma sequência de ação muito bacana, com Ruby disparando rajadas ópticas, Madrox tornando-se um exército de várias cópias e a chegada de reforços, representados pelos mutantes Daemon e Hecate.



Porém, o que salva todo mundo no final é a entrada triunfal de um conhecido mutante cuja aparição esperamos durante toda a história.



Claro que só pode ser o Scott Summers, que salva todos em grande estilo, dá as boas-vindas à Rebelião Summers e espera que Jamie Madrox não seja mais um inútil como era antigamente.

História muito bacana, mostrando algo que sempre foi parte da mitologia de Lucas Bishop. Será que teremos alguma resposta sobre o ódio dele contra Esperança? Quem estaria por trás do atentado contra Lenore? Só sei que quero ver mais desses personagens do futuro, que estão muito bem delineados.

Pena que o próprio Peter David colocou spoilers da próxima edição no "anteriormente...", o que sempre estraga um pouco. Segundo ele, a alteração temporal se expande em reverso, tornando Madrox seu próprio avô, enquanto Syrin e Monet começam um relacionamento amoroso e Guido encontra Lila no chuveiro. O autor ainda diz para espalharmos pela Internet e, já que é assim, estou seguindo a recomendação.

Eddie

P.S. titulo do artigo fazendo uma piadinha óbvia com a série O Velho Logan. Créditos ao Richard, membro de nossa comunidade, que a fez primeiro.


_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  leonardobento em Ter Ago 03 2010, 13:23

Marvel escreveu:

Deadpool: Um é pouco, dois é bom (ou não), três é demais

O Deadpool continua sua missão como mercenário em busca de trazer de volta sua auto-estima e conta bancária, mas as coisas estão cada vez se complicando mais. Mas o Wade nunca foi de ter problemas com complicações, né? Ai, estamos aqui de novo? Agora você vai me atrapalhar até na introdução? Meu sono de beleza foi perturbado, vim reclamar. Ok, vou te ignorar e passar pro que interessa, a história no mercenário mutante da revista “X-Men Extra” número 102! Oba! Ah, mais um?? Era só o que me faltava...



Bom, todo mundo lembra o que aconteceu na última edição? Eu lembro! A pergunta é pro leitor... Queridinha, o leitor não vai te responder. Era meio que retórica, mas tudo bem, então responda você mesma. Eu lembro, o Wilson tava precisando de grana e foi trabalhar pro cara que ele odeia, o Zeke, pra salvar a mulher dele de uns zumbis aí e o idiota acabou bebendo uma água com veneno e foi pego pelo doutor maligno e umas zumbis gostosonas. Ah, essa é a personalidade grosseira, pelo visto. Já me bastava a fresca. Eu contaria de forma menos rude, mas foi isso mesmo. Grosseira é a vó! Já que me venceram pelo cansaço, que tal me ajudar a contar o que acontece nesta edição? Eu não, não li, tenho mais o que fazer. Eu li! A verdade era que o ogro do Zeke mandou o Wade como pagamento pela plástica da mulher (que deve ter sido cara porque ela tava super bonitona) já que tava falido e o médico malvadão ia usar ele pra ser comida dos zumbis por toda vida por causa do fator de cura e economizar uma grana com mercado e mortes. Aí tem o cara-tubarã... calma! Essa parte é depois ainda.

Pfff. Você pagou R$14,90 por esse lixo? Tem guerra messiânica na revista também, mas isso não vem ao caso. O que interessa é que Deadpool tem sempre uma saída e propõe um plano. Você esqueceu uma parte. Qual? A que as zumbis acham a carne dele ruim pra caramba e por isso ele não pode mais ser a janta de todo dia. Ah, sim. E depois disso, ele propõe um acordo. De arranjar centenas de carnes frescas das quais ninguém vai sentir falta. O plano é colocado em ação: Zeke aparece no local combinado com Deadpool (que pra surpresa de Zeke está vivo e diz ter cumprido o trato) e muitos capangas armados vão com ele, afinal, pagar é que ele não ia poder. Era isso que Wade previa e os capangas são a comida prometida. O “médico malvadão”, como chamaram, aparece com uma legião de zumbis famintos e o resto vocês imaginam. É zumbi comendo gente e pedaço de gente pra todo lado!!! E depois explode tudo e ainda chuta uma cabeça!!! Se acalme que isso é um artigo de família. Uma de mau gosto pra ler isso, se me permite ressaltar. Como se eu pudesse proibir.



Depois disso, voltando pra casa em um navio, quando nada parecia ser pior que o frio, o veículo é destruído e Wilson se vê de cara com Tubaraão-Tigre! Quem? Um cara com cara de tubarão. Nunca ouvi falar... Nem eu, mas a gente tem que fingir que é algo espetacular quando escreve um artigo, é uma das minhas habilid... Zzzzz. Ok, vou voltar para a história. A narrativa é feita, pra variar, em uma das ilusões absurdas do protagonista onde os personagens mais diversos o entrevistam sobre a façanha. Mas, na verdade, o que aconteceu é Wade ser encontrado quase morto numa praia e levado para um abrigo para ter socorro. Alguém misterioso liga para o Tubarão-tigre e reforça que o acordo era matar Wilson e ele não o fez (porque, convenhamos, é difícil).

Sempre tem um ser misterioso mandando matar esse cara, que clichê. As histórias dele são clichê de propósito. Isso é o que alguém clichê diria. Que conversa mole, deixa eu contar mais? Acho que não tenho opção. O Wade ta saindo do abrigo onde tinha uma enfermeira que ele queria chamar pra sair e encontra de novo o homem com cata de tubarão – Tubarão Tigre – que veio terminar o serviço cortando a cabeça dele fora. Ei, porque tubarão-tigre? Ele não tem nada de tigre, deveria ser Homem-Tubarão. Eu sei lá, mas é Tubarão-Tigre. Bom, daí o Deadpool acaba voltando pra dentro do abrigo mesmo que isso possa machucar inocentes porque ele quer mostrar pra enfermeira bonita que pode salvar todo mundo pra ela gostar dele. Só que o homem-tubarão – Tubarão-Tigre – é bom de briga.



Vai parar? Tô tomando fôlego. Hummm, tava lendo aqui. Esse Wilson é mesmo idiota, ele quer se mostrar pra moça, mas acaba assustando ela, que chama a polícia e ele leva vários tiros que o deixam no chão e o policial bonitão sai com a glória. Ela chama Glória? Não, imbecil... glória de vencer. Ahhh! Nossa, você leu! É isso mesmo, e ele acaba não conseguindo perguntar ao Tubarão-Tigre quem o contratou. Li por pura falta do que fazer, ta secando meu esmalte e bom, eu não pensaria duas vezes em dispensar aquele mané pelo policial bonitão mesmo. Não importa, acabou lendo. Com licença, já fiz demais por aqui.

Tudo bem, eu continuo: o protagonista acaba acordando dentro de um saco de cadáver (coisa que ele já acostumou) em um local estranho quando é atacado novamente pelo – Homem-Tubarão! – Tubarão-Tigre – Continuo não gostando desse nome – Que história enfadonha, sempre a mesma coisa... Maaaaas, dessa vez quem salva ele é o Bob! Quem? Aquele gordão? Esse é o Blob, santa ignorância. O Bob, ex agente da hidra que andava nas histórias do mercenário mutante umas edições atrás. Mas o leitor que acompanha sabe! Cara, vocês me cansaram, vou terminar. O Tubarão-Tigre – Ahhhh, não sei quem é.Homem-Tubarão! – pega o Bob, mas Wilson pula dentro da água para salv... para pegar o fuzil que o Bob trouxe. Se ele vai ou não salvar o Bob, só saberemos na próxima edição!



Ah, você ta de brincadeira! Emocionante, né? Emocionante?? é a história mais idiota que ouvi, com o final mais idiota que ouvi! Mas ela não terminou ainda, continua na próxima X-Men Extra. Que seja, entre essa e do zumbi não sei qual é pior. Eu gostei! Claro, você gosta de qualquer coisa! Mentira, eu não gostei do nome Tubarão-Tigre! Viu? Até essa anta viu algum defeito... Leitor, melhor ficarmos por aqui antes que eu e vocês tenhamos um colapso nervoso! Até a próxima!

Cammy, Cammy e Cammy

_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº102 (Junho/2010)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum