X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

X-Men Extra - Nº 96 (Dezembro)

0% 0% 
[ 0 ]
100% 100% 
[ 1 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
 
Total dos votos : 1

X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Mensagem  leonardobento em Seg Dez 14 2009, 13:54

X-Men Extra 96

Sinopse: Os Surpreendentes X-Men investigam a misteriosa cidade de Tian e encontram chocantes revelações sobre quem é o responsável pelo mistério da caixa fantasma. Diante da invasão de Nova Liberdade, Cable precisa retomar seus dias de soldado para proteger a messias mutante. Os Novos Exilados têm de resolver uma guerra mundial e a X-Force encara um exército de Carrascos.
(Astonishing X-Men 28, Cable 8, X-Force 9, New Exiles 10)
Revista mensal, formato americano, 100 páginas, papel Pisa-brite, R$ 7,50, distribuição nacional

Saiu o preview:

Spoiler:





























_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Mensagem  leonardobento em Sex Dez 18 2009, 11:48

Saiu a revista e eu comecei a leitura por Exilados. É simples, começo do pior para o melhor!

Exilados: Fim ridículo de um arco pífio. O Claremont consegue criar X-Men de realidade alternativa com nomes de Summer Scott e John Grey. Na boa, cadê a criatividade? Até como homenagem ficou péssimo.

Cable: Em Nova Liberdade, os soldados apareceram e a bebê sumiu. Cable começa a enfrentar um soldado no braço. Consegue derrotá-lo e encontra a pequena no alto de uma caixa d'água. Só que quando ele desce de lá, todos estão presos, inclusive Esperança, sua esposa. Ele diz para a menininha que não é a hora certa de salvar a "mãe", mas Cable vai se preparar para guerra e veste seu uniforme de X-Men.

Em São Francisco, Scott ainda mantém Bishop preso e precisará de Emma para arrancar informações dele, mas eles não obtêm muito sucesso.

Astonishing: Hank e Scott, discutindo sobre a questão das realidades paralelas e o efeito do Dia M, chegam à conclusão de que Forge sabia mais do que eles pensavam. Divididos em duplas (Fera/Ciclope, Rainha Branca/Tempestade, Wolverine/Armadura) , os X-Men estão sendo atacados por diferentes mutantes alterados. Todas as duplas extraem a mesma informação de seus inimigos: Forge é um "aliado" mútuo.

Nessa edição, tivemos páginas duplas de ação, uma tentativa de destacar o trabalho do Bianchi, mas ainda acho que ele é melhor capista.

X-Force: Vanisher conta para a X-Force que alguns Carrascos (clones) pegaram a amostra do Vírus Legado e Wolverine quer que ele teleporte todo o grupo para destruir o vírus. A cena em que os clones dos Carrascos vêm para cima da X-Force é demais!! Dominó, com sua sorte, consegue localizar o tubo com o vírus, mas, nessa hora, novos inimigos aparecem.

Enquanto isso, no Arizona, James continua sua luta contra o Espírito Apache (um urso). O Motoqueiro, a 150 km, ouve o grito da fera e vai para a luta, ajudando Proudstar. Ele vai ensiná-lo a matar demônios.

Lupina está na casa do Anjo, no Colorado, e percebe a aproximação de algo.

Na SHIELD, a Agente Morales diz ao Agente Young que não podem fazer nada para pegar a X-23, enquanto ela não der as caras de novo.

Choi comanda nos desenhos!

_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Mensagem  leonardobento em Seg Dez 21 2009, 15:21

Resenha do Marvel 616, nosso mais novo parceiro:






X-Force: Infiltração



Aquilo que já foi considerado a maior ameaça da espécie mutante, o vírus legado, voltou a se tornar um perigo imediato. Um ladrão com o poder mutante de teletransporte, ideal para essa tarefa, Vanisher, Telford Porter se infiltrou em um dos laboratórios do Senhor Sinistro no Japão para executar tal tarefa. E para impedir que esse mal se espalhe mais uma vez, a X-Force, uma equipe bem barra-pesada de mutantes liderados por Wolverine é escalada para tal missão. O único problema que eles não contavam é que Telford já não tinha mais o vírus.

A cepa que ele tentara roubar acabou ficando com os Carrascos. Ou é isso que ele tentava dizer antes do Wolverine arrancar um pedaço do seu nariz ao dizer que o objetivo do seu roubo ficou no local antes de ele se teleportar fugindo de lá. Wolverine desconfia bastante da conversa do mutante já que entre os membros do grupo de vilões, ele cita Dentes de Sabre e Logan bem sabe que ele esta morto.



Warren, no entanto, dá um voto de confiança a Porter. Afinal, ele bem sabe que Sinistro sempre mantinha em seus laboratórios um celeiro de clones. Eles não eram nada além de cópias vazias dos Carrascos, não eram de verdade.

Mas não havia tempo para maiores discussões. A equipe precisava chegar lá o quanto antes e por isso convocam o Vanisher como membro temporário da equipe para levá-los até lá. Obviamente, o vilão curte nada desta idéia.

Nesse intervalo, seguem dois interlúdios. O primeiro continua a luta injusta entre Proudstar e o demônio urso. A fera tem uma larga vantagem. Toda vez que o Apache tenta atacá-la, seu corpo evanesce. Mas a cada patada do animal, James sente algo bem sólido e dolorido. Aquele certamente seria o fim do índio se a 150 quilometros dali um certo “caçador de demônios” não ouvisse os sons da guerra.



Já no ninho do Anjo, no Colorado, Rahne Sinclair está admirando a neve caindo do lado de fora e ignorando as notícias de TV que falam sobre um “lobisomem” que foi visto recentemente nas montanhas rochosas. Então, para sua surpresas, dois olhos brilhantes aparecem repentinamente na sua janela.



Então, podemos finalmente voltar para o Japão. A X-Force é levada até a fundição Kutakyushu, lugar que Sinistro usava como fachada para seu laboratório. Porter reclama do jeito que é tratado e diz que o Professor X nunca aceitaria aquilo. Wolverine apenas concorda e o empurra para que vá na frente.

Não demora muito para X-23 perceber que não estão sozinhos ali. Ela fareja catorze alvos, alguns com cheiros idênticos. Então, Dominó abre passagem e várias cópias dos Carrascos avançam pra cima deles. Então, começa o banho de sangue. Em uma narrativa pessoal, Dominó se admira com o jeito da equipe. Nunca qualquer outra versão da X-force foi tão sanguinária quanto aquela.



Um tanto distantes, os únicos que não entram na batalha são Elixir e Vanisher. O guri reclama que não gostaria de estar ali, não para ver aquilo. Então, Telford grita para eles ajudá-lo, dizendo que com um poder como o dele, poderia dar fim a tudo ali em instantes. X-23 concorda. Diz para ele entrar na guerra e não se conter.

Voltamos para o Arizona. Antes de ser completamente destruído pelo demônio, Apache é resgatado por ninguém menos que o Motoqueiro Fantasma. Estava completamente inconsciente e só volta a despertar a noite, depois que seus ferimentos são tratados. Então , o Espírito de Vingança lhe diz que esta será a noite que o ensinara a matar demônios.



Então, de volta ao Japão, o objetivo da missão finalmente aparece. O frasco roubado do vírus Legado caí do bolso de algum dos carrascos e bem perto da Dominó. E a mutante não dá mole pra sua sorte. Pula pra cima do frasco e o pega. O único porém é que no mesmo instante, um terceiro grupo entra na jogada. Com miras apontadas para todos presentes, homens de armadura estranha exigem a posse do vírus legado.



Assim, encerra-se o penúltimo capítulo deste arco, belamente construídos por Craig Kyle, Christopher Yost, Mike Choi e Sonia Oback, em X-men Extra 96. E podem ter certeza que muito mais surpresas estarão por vir no ano que vem!

Coveiro


_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Mensagem  leonardobento em Ter Jan 12 2010, 16:48



Cable: Nathan e as Baratas

Depois de conseguir alguma estabilidade no futuro, longe do radar de Bishop, Cable parecia mais do que certo em desconfiar dos “visitantes” da até então escondida Nova Liberdade, onde passou a viver com Esperança, que passou a agir como mãe da já crescidinha messias mutante (que continua chamando-o de Nathan). Os soldados que se diziam agentes do que sobrou do governo dos EUA não eram nada mais do que problemas. Sérios problemas. Ao mesmo tempo, na mesma edição 96 de X-Men Extra, acompanhamos o que os X-Men conseguem extrair de Bishop, de volta o presente, e o que ele consegue realizar de seu novo plano para exterminar a menina.

Sem ver uma forma efetiva de reagir aos militares que chegavam, Nathan, cuja narrativa da história é nitidamente dirigida à pequena messias, não pensa duas vezes a não ser em deixar o local. Mas para isso precisava encontrá-la. Ressaltando a vida que construiu com Esperança, lembra que enterrou suas armas pensando em viver tranquilamente. O que claramente não se mostrava mais possível. Mas não havia tempo de tirá-las dali, apenas procurá-la e ir embora.

[img]



No presente, Bishop fala enigmaticamente de bombas atômicas plantadas no futuro para acabar com Cable e a menina, e Ciclope tenta retirar a informação do ex-companheiro de X-Men. O Fera se mostra surpreso com o genocídio planejado por Lucas para atingir seus objetivos, tudo baseado na crença de que se a menina morrer, aquela linha temporal nunca existiria, pois é diferente de tudo que conhecem sobre o futuro. Quase se desculpando com Hank, Scott permite que Emma assuma o “interrogatório”...

O que ocorre é uma tortura mental do prisioneiro, fragilizando sua mente para que as informações procuradas sejam finalmente reveladas. Hank e Scott divergem bastante quanto ao método, mas ele é aplicado mesmo assim.



Assim, Emma descobre que Bishop já devastou a Austrália e a Ásia até o Oriente Médio, sem definir exatamente quando. Nem mesmo a fria Rainha Branca encara esses pensamentos “pescados” com tranqüilidade, e parece abalada. Além disso, a possibilidade de continuar a sondagem pode afetar gravemente a mente do interrogado.

De volta a Nova Liberdade, ao procurar pela messias, Cable é rudemente abordado por um dos soldados dos EUA e reage brutalmente. Pensando o quanto queria evitar qualquer conflito que chamasse atenção para o local onde se esconderam de Bishop, golpeia sua cabeça, fazendo com que seu capacete voe longe e revele algo assustador. Aquele “homem” não é humano, mas um inseto humanóide, que reclama pela surpresa ter sido estragada.

Isso faz com que Cable desejasse ter desenterrado suas armas, pois logo percebe que em combate corpo-a-corpo estava em clara desvantagem em relação aquele insectóide. Principalmente porque a falta de prática, seus ferimentos mais recentes, e a idade avançada só pioravam a situação. Ele amoleceu. Amoleceu por causa da menininha.

Porém, o invasor caiu no erro de pensar que combatia um mero fazendeiro, um caipiria. Mesmo enferrujado, Cable é um soldado bem treinado e com vasta experiência. Apelando para um golpe sujo que não funciona como esperava, acaba conseguindo pegar uma arma. Uma foice. É o suficiente para que o inimigo seja decapitado. Afinal, ele é “só” uma barata super crescida.



Porém, para surpresa de Nathan, ele é realmente uma barata. Sendo assim, não é a perda da cabeça que faz com que seu corpo pare. Assim, é necessário um pouco mais de esforço para derrotá-lo. Mas ele consegue.

Logo ele encontra um dos moradores locais, Griff, que já tinha visto e combatido seres como aquele, e arma uma tocaia com ele. Sabendo agora onde golpear, eles derrotam mais duas baratas rapidamente. É quando Griff, confirmando suas suspeitas, reconhece que Cable não era apenas um fazendeiro, chamando-o para organizar uma resistência. Mas ele recusa. Precisava encontrar a menina, ocultando que prezava pela vida dela muito mais do que a própria vila e seus habitantes.



Era necessário manterem-se anônimos. Era essa sua justificativa para fazer tudo aquilo por ela. Pela vida da pequena messias. E finalmente a encontra, no alto de uma torre d’água, observando tudo. Cable revela que os soldados são monstros, e que precisavam fugir.

Eles observam, escondidos, os cinco soldados restantes tentando convencer as pessoas a entrarem em casulos trazidos por eles. Claro, tudo uma armadilha. Sabe-se lá o que planejavam fazer com os agora reféns. Porém, logo os dois vêem Esperança (a quem a menina trata como mãe) entre os prisioneiros. Apesar dos gritos da menina, Cable diz que os dois precisam fugir, para salvá-la depois.



Mais uma vez no presente, Hank tenta obter algum progresso na análise do dispositivo temporal anexado ao braço mecânico até então usado por Bishop, sem esconder a raiva que sente pela tortura que lhe foi imposta. Tortura que quase o levou à morte. O mutante do futuro finalmente parece disposto a cooperar. Diz que precisa mostrar algo a Ciclope. Algo enterrado. Ele dá a localização e só nos resta aguardar para saber o que pretende com isso.

Mais uma vez em Nova Liberdade, Cable só pensa em reforçar o quanto a menina precisa confiar nele, pois devotou sua vida a protegê-la. Assim, desenterrando as armas e uniforme há muito escondidos, cumpre o que ela tanto ansiava, e, sob os elogios da pequena, parte para o resgate de sua “mãe”.



Porém, pode ser tarde. Com um dos soldados continuando seu discurso de salvar o país com aquelas pessoas da vila, os casulos onde alguns já estavam alojados se rompem, revelando grandes baratas sem nenhuma aparência humanóide. Ele mesmo, retirando seu capacete, espalha o terror nos cidadãos ainda não aprisionados, ainda que diga que não é necessário terem medo.



A segunda parte do arco continua sem sabermos que fim levou Esperança, mas com a certeza de que, na próxima edição, os invasores terão um oponente de peso na tentativa de conquistar o pequeno paraíso que descobriram.


João


* Título do review inspirado no filme Joe e as Baratas.


_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Mensagem  leonardobento em Ter Jan 12 2010, 16:52



Novos Exilados: Waterloo em Manhattan



Da última vez que vimos os Novos Exilados, seis deles tinham viajado a uma Terra alternativa para deter uma guerra mundial entre França e Inglaterra. Mas a equipe acabou se separando: Sábia e Morfo resgataram a rainha do império britânico – apenas pra depois os três serem capturados. Vampira, Mystiq e Gambit se aliaram à Força X de lady Emma Frost. E Psylocke... está do outro lado do mundo, sendo treinada por Ogun e dominada pela mente de Lady Mandarim, sua contraparte assassinada dessa Terra. E agora, como reagrupar as forças e vencer as tropas de Napoleão?

A propósito, valeu por recapitular os acontecimentos, Cat.

Sábia e Morfo foram presos em uma das embarcações francesas, sob os cuidados de Expurgo, que tenta apagar suas identidades conscientes. O problema é que a Sábia tem uma segunda personalidade que estava no subconsciente até então, e logo o vilão sente a força e a brutalidade de Diana Fox (mas podia ser pior, imagina se fosse o Proteus que acordasse na mente do Morfo?). Diana segura o inimigo por tempo suficiente pra Sábia recuperar o controle, nocauteando os dois no processo.



Enquanto isso, a Ororo da Força X invoca uma tempestade contra os soldados franceses, o que dá tempo para Aurion (não era Auron?) congelar as proximidades das embarcações francesas, atacadas em seguida por Rajada Estelar e Mancha Solar, enquanto o Claremont faz questão de colocar os personagens narrando com detalhes aquilo que estão fazendo. Pra que lutar em silêncio quando se pode descrever cada ação feita e as consequências delas, não é mesmo?



Puma, Aranha, Mystiq, Vampira e Gambit (este depois de salvar Summer Scott) invadem a embarcação principal dos inimigos, onde encaram Gigantor, Garrote, Carronade, Salvo e Lupino (que não, não é uma versão masculina da Rahne Sinclair). A manga da roupa de Vampira é rasgada durante a luta, expondo seu braço tatuado e aparentemente deixando a moça assustada.



Mas não há tempo pra preocupações individuais, pois o almirante das tropas francesas os lembra que tem a rainha inglesa em seu poder, e também tem em suas tropas Legião, capaz de se multiplicar e deixar os Novos Exilados e a Força X em minoria. Apenas quando Mystiq nocauteia o Legião original é que suas cópias somem, dando um descanso para os heróis. Mas a guerra continua...



E apesar da “batalha de Waterloo” deste Napoleão estar acontecendo em Nova York, o xeque-mate é preparado em Paris, quando Lady Mandarim invade seus aposentos. Mas o imperador revela a terrível verdade: Ogun deu a ele controle total sobre a psique de Lady Mandarim por meio de uma palavra-chave, para que Bonaparte a use como arma contra os ingleses e os atlantes.

Mas Ogun esqueceu de colocar o mesmo controle na psique de Psylocke. De alguma forma incompreensível (pelo menos para os leitores), Betsy trava a mente de Lady Mandarim e recupera controle sobre seu corpo (até a tatuagem da Aurora Rubra some), e obriga o imperador francês a decretar sua derrota e o fim da guerra,



No saldo final, o império britânico vence, mas não sem custos: o porto está cheio de gelo e barcos quebrados, a cidade de Nova York arrasada. Os Exilados se oferecem pra ajudar na reconstrução da cidade, mas também “ganham” problemas pessoais: Sábia não lembra nada do que aconteceu, e Vampira se isola ainda mais dos colegas.



E assim termina mais uma aventura dos Novos Exilados. Mas afinal, como Mystiq sabia qual era o Legião original? Comente aqui! A melhor resposta ganha... nada. Mas comente aqui mesmo assim!

Fernando Saker

_________________
Jean Grey: You would die for them?
Wolverine: No, not for them. For you. For you.
avatar
leonardobento
Diretor do Instituto
Diretor do Instituto

Mensagens : 2423
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: X-Men Extra Nº96 (Dezembro/2009)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum